Israel ordenou o fechamento preventivo de escolas, comércios e estradas no sul do país, depois de durante a noite a aviação hebraica ter realizado vários bombardeios contra “posições” da Jihad Islâmica na Faixa de Gaza e na Síria.

O ataque israelense foi uma resposta contra o lançamento de duas dezenas de “rockets” da Faixa de Gaza para o sul de Israel, reivindicado pela Jihad Islâmica.

As autoridades em Gaza informaram de pelo menos quatro civis feridos nos raides aéreos, enquanto o Observatório Sírio dos Direitos humanos contabilizou seis combatentes mortos, dois dos quais da Jihad Islâmica, na operação israelita sobre o território sírio.

O exército israelense informou, ainda, que na manhã de domingo (23) abriu fogo contra “dois terroristas” que “estavam tentando colocar um dispositivo explosivo perto” da barreira que separa a Faixa de Gaza de Israel, no lado palestino. *Com informações da Euronews