O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (9), em Miami durante sua viagem aos Estados Unidos, que em breve poderá apresentar “evidências de que teria vencido as eleições de 2018 no primeiro turno”.

Eu acredito que, pelas provas que tenho em minhas mãos, eu fui eleito em primeiro turno, mas no meu entender houve fraude. E nós temos não apenas a palavra, temos comprovado, brevemente eu quero mostrar.

Segundo o presidente, nós precisamos aprovar no Brasil um sistema seguro de apuração de votos, é preciso encontrar uma nova forma de apuração das eleições para evitar esse tipo de problema.

Bolsonaro afirmou ainda que acredita que teve uma votação muito maior do que efetivamente foi computado, derrotando Fernando Haddad (PT) já no primeiro turno.

Bolsonaro alcançou à Presidência após conquistar mais de 57 milhões de votos (55,1%) no segundo turno do pleito, contra contra 47 milhões (44,8%) de Haddad. Votos brancos somaram 2,14% e nulos superaram os 7,43%

Em 2015, o Congresso aprovou proposta de emenda à Constituição de autoria de Jair Bolsonaro, então deputado federal, determinando a impressão do voto. Mas, em junho de 2018, o STF suspendeu a decisão do Congresso, por entender que a medida representaria risco ao sigilo do voto e à confiabilidade do processo eleitoral no Brasil. A decisão teve o apoio do TSE, que classificou a alteração como “inegável retrocesso”..