Os massacres na região de Darfur, no Sudão, devastada pela guerra

Desde 2003, a região sudanesa de Darfur foi devastada por uma guerra travada a portas fechadas. Massacres e atentados étnicos deixaram mais de 300.000 pessoas mortas e milhões de outras deslocadas.

“Crimes de guerra”, “crimes contra a humanidade” e “genocídio” – essas são as acusações do Tribunal Penal Internacional (TPI) contra Omar al-Bashir , ex-presidente sudanês que foi derrubado por uma revolta popular em abril de 2019. 

O ditador deposto travou uma guerra impiedosa contra o povo de Darfur desde 2003.

O conflito começou quando grupos rebeldes pegaram armas em Darfur, acusando o governo Bashir, dominado pelos árabes, de marginalizar a região oeste e oprimir seu povo. Eles queriam ver mudanças nas tribos negras africanas de Darfur.

A repressão foi mortal. O exército revidou, acompanhado pela infame milícia Janjaweed , muitas vezes acusada de ir às aldeias, matar os homens e estuprar as mulheres. 

Aldeias inteiras foram destruídas nos atentados. Centenas de milhares de pessoas foram exterminadas. Tortura, estupro e sequestro tornaram-se frequentes, forçando pelo menos dois milhões de pessoas a deixar suas casas para as grandes cidades da região ou a fugir para o exterior. Dezenas de milhares de Darfuris tentaram atravessar o Mediterrâneo em busca de refúgio na Europa.

Massacres continuam hoje

Durante a guerra e até a queda de Bashir, o acesso a Darfur foi fortemente controlado. Era quase impossível para os jornalistas trabalharem lá livremente. Durante quatro anos, os correspondentes da France24 na região tentaram obter autorização para ir para lá. Eles finalmente o fizeram em janeiro e puderam viajar por Darfur por vários dias. Nos relatos eles chegaram a uma conclusão aterradora: apesar da queda do ditador, a violência não parou e os massacres continuam. *France24

Categorias:Curiosidades, Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.