Alemã que arriscou sua vida para salvar judeus morreu aos 98 anos

Gertrud Steinl, que morreu na semana passada em seu aniversário de 98 anos, foi declarada Justa Entre as Nações por salvar uma mulher na cidade polonesa de Stryj

A agência de notícias alemã dpa citou no domingo o chefe da comunidade judaica de Nuremberg, Andre Freud, dizendo que Steinl morreu na segunda-feira, na véspera de seu aniversário de 98 anos.

Steinl, um alemão sudeto, foi reconhecida em 1979 como Justa Entre as Nações, a maior honra de Israel para os não-judeus que arriscaram suas vidas para salvar judeus durante o Holocausto.

De acordo com o site Yad Vashem , Steinl era superintendente na cidade polonesa de Stryj durante a Segunda Guerra Mundial, quando uma trabalhadora confidenciou que era judia.

Steinl enviou a mulher, Sarah Shlomi (née Froehlich), para morar com seus pais – provavelmente garantindo que ela não fosse deportada para um campo de concentração nazista. *Israel Hayom- The New York Times

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.