Os líderes dos países do G20 anunciaram, nesta quinta-feira (26), em uma cúpula virtual, sua intenção de injetar “mais de 5 trilhões de dólares” na economia mundial, a fim de “combater as repercussões sociais, econômicas e financeiras da pandemia” do novo coronavírus.

Sob a presidência do rei Salman, da Arábia Saudita, esta cúpula extraordinária reuniu os chefes de estado norte-americanos Donald Trump, russo Vladimir Poutine, francês Emmanuel Macron e outros líderes do G20 que discutiram por videoconferência a resposta para trazer na ameaça de recessão.

O balanço global da pandemia de Covid-19 ultrapassou 21.000 mortos e confinou em suas casas, de uma maneira sem precedentes, mais de três bilhões de pessoas em todo o mundo.

A reunião foi realizada no momento em que as principais potências trabalham para mitigar os efeitos da pandemia em suas próprias economias, como Estados Unidos, Alemanha e Arábia Saudita, que preside o G20 este ano.

O G20 convocou em seu comunicado à imprensa instituições internacionais, incluindo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), a “ajudar os países emergentes e em desenvolvimento a lidar com os choques de saúde, econômicos e sociais do Covid-19 “. *AFP