China pede que EUA parem de interferir nos assuntos internos da Venezuela

A China pediu que os Estados Unidos obedeçam à Carta da ONU e às normas básicas que governam as relações internacionais e parem de interferir nos assuntos internos da Venezuela, disse nesta segunda-feira a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying.

Hua fez as observações ao responder às reportagens da mídia de que o Departamento de Justiça dos EUA processou em 26 de março o presidente venezuelano Nicolás Maduro e seus ajudantes por acusações de narcoterrorismo, e que o Departamento de Estado dos EUA ofereceu uma recompensa de até US$ 15 milhões para informações que levem à detenção ou condenação de Maduro.

A Venezuela é um país soberano e independente, disse Hua. “A China sempre se opõe à violação da soberania da Venezuela e à interferência nos assuntos internos do país por qualquer força externa e sob qualquer pretexto, e está firmemente contrária às sanções unilaterais ilegais.”

A China pede que todas as partes deem prioridade ao bem-estar do povo venezuelano, se encontrem no meio do caminho, façam mais para salvaguardar a estabilidade na Venezuela e na região, e promovam a solução pacífica da questão venezuelana, acrescentou Hua. *Xinhua

Categorias:Américas, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.