Huawei pede ao Reino Unido que adie a remoção da rede 5G – The Times

A Huawei Technologies da China solicitou uma reunião com o primeiro-ministro do Reino Unido Boris Johnson para elaborar um acordo para adiar sua possível remoção da rede telefônica 5G do país, informou o jornal Sunday Times neste domingo.

A fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações está tentando atrasar sua remoção das redes de telecomunicações 5G do país até as eleições de junho de 2025, na expectativa de que o novo governo possa reverter a decisão, informou o jornal.

A Huawei prometeu, em troca, manter seus equipamentos no Reino Unido, que também é usado nas redes 2G, 3G e 4G, acrescentou o relatório.

A Grã-Bretanha concedeu à Huawei um papel limitado em suas futuras redes 5G em janeiro, mas desde então os ministros disseram que a introdução de sanções dos EUA à empresa significa que ela pode não ser mais um fornecedor confiável.

Johnson enfrentou intensa pressão dos Estados Unidos e de alguns parlamentares britânicos para proibir a fabricante de equipamentos de telecomunicações por motivos de segurança.

O embaixador da China em Londres, Liu Xiaoming, alertou na semana passada que se livrar da Huawei enviaria uma “mensagem muito ruim” para as empresas chinesas.

Espera-se que uma atualização do governo sobre a empresa chinesa seja publicada antes de 22 de julho, de acordo com um ministro e autoridade do governo.

(Reuters)