Polícia francesa libera homem após interrogatório sobre incêndio na catedral de Nantes

A polícia francesa liberou um refugiado ruandês de 39 anos de todas as suspeitas no domingo e o libertou depois de interrogar o homem sobre um incêndio na catedral do século XV na cidade francesa de Nantes.

“Ele não está envolvido. As inconsistências surgidas foram esclarecidas ”, disse à Reuters o promotor de Nantes Pierre Sennes.

O incêndio envolveu o interior da estrutura gótica em chamas no sábado, destruindo um grande órgão, vitrais e uma pintura.

As autoridades abriram uma investigação por suspeita de incêndio criminoso. Sennes disse no sábado que três incêndios foram iniciados no local e que não havia sinais de invasão.

O homem que foi preso no sábado trabalhou como voluntário na catedral e estava encarregado de trancar o prédio na sexta à noite. Ele fora detido para esclarecer inconsistências na sua rotina. Ele não foi identificado.

O incêndio aconteceu pouco mais de um ano depois que um incêndio na Catedral de Notre-Dame, em Paris, destruiu o teto e a torre principal.

-NANTES, França (Reuters) –