Investigadores do incêndio da Catedral de Nantes prendem novamente voluntário

A polícia francesa que investiga o incêndio que atingiu a Catedral de Nantes, no século XV, na semana passada, prendeu novamente um refugiado ruandês que havia sido interrogado e libertado anteriormente na investigação criminal, disse o promotor local Pierre Sennes.

O homem de 39 anos, que trabalhava como guarda voluntário na Catedral de São Pedro e São Paulo, foi novamente interrogado no sábado por promotores que agora estão formalmente buscando sua detenção depois que novas evidências forenses vieram à luz.

Os primeiros resultados do trabalho de laboratório da polícia mostram mais evidências de incêndio criminoso, disse Sennes no sábado.

O incêndio de 18 de julho envolveu o interior da estrutura gótica, destruindo um grande órgão, vitrais e uma pintura. Os incêndios começaram em três locais diferentes dentro do edifício, sem sinal de invasão, disseram as autoridades.

(Reuters)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.