Detentos da prisão boliviana protestam por exposição a coronavírus

A morte de um detento suspeito de ter o coronavírus provocou tumultos em quatro das prisões mais populosas da região de Cochabamba, na Bolívia, por acesso a cuidados médicos, informou um órgão de fiscalização do governo nesta segunda-feira.

A mídia local mostrou imagens de presos subindo aos telhados das prisões, pedindo remédios e acesso a médicos.

“Pedimos a entrada de equipes médicas para fazer uma avaliação dentro das instalações prisionais para evitar mais mortes”, disse o ombudsman de Cochabamba, Nelson Cox.

No total, oito presos morreram com sintomas do COVID-19, segundo Cox, provocando preocupações de que o vírus se espalhe por toda a população prisional.

“Não há médicos, não há remédios. Eles estão morrendo por dentro ”, disse Susana, parente de um prisioneiro da prisão de San Sebastián que se recusou a dar seu sobrenome. “Não é possível deixá-los morrer. Nós somos seres humanos. ”

As autoridades registraram mais de 60 mortes devido ao coronavírus no sistema prisional da Bolívia, que está superlotado a mais de 240% da capacidade. Houve várias outras mortes nos últimos meses que não foram confirmadas como causadas pelo coronavírus devido à falta de testes.

(Reuters)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.