Agentes de combate ao Ebola no Congo encerram greve contra salários atrasados

Agentes de saúde que combatem um surto de Ebola na República Democrática do Congo encerraram uma greve de três dias contra salários atrasados nesta segunda-feira, informaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) e autoridades locais.

O vírus do Ebola se dissemina de forma constante por vilarejos remotos da província de Equateur, no oeste do Congo, desde que o primeiro caso foi identificado no dia 1º de junho, infectando 88 pessoas e matando 36.

No sábado, técnicos de laboratório locais, equipes de gerenciamento de casos e rastreadores de contatos impediram o acesso ao laboratório de exames de detecção de Ebola da cidade de Mbandaka, a capital provincial, disse Mory Keita, relator de incidentes de Ebola da OMS.

Eles protestavam contra a publicação recente do Ministério da Saúde de suas escalas de salários, que consideraram baixas demais, e por não estarem sendo pagos pelo governo desde o início da nova epidemia, explicou Keita.

(Reuters)

Categorias:Sem categoria

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.