“Precisamos continuar”, afirma estilista libanês Elie Saab após explosão

Pareceu uma eternidade enquanto o estilista de alta-costura Elie Saab lutava para garantir a segurança de seus 200 funcionários, incluindo seu filho, quando a enorme explosão deste mês sacudiu Beirute.

Como muitos libaneses em 4 de agosto, quando produtos químicos explodiram no porto, o estilista de 56 anos sentiu que a explosão estava à sua porta. Saab disse que seu escritório principal e sede foram seriamente danificados. Sua casa, a poucas centenas de metros do porto, foi destruída.

A explosão destruiu lojas e ateliês de pelo menos dois outros estilistas, Zuhair Murad e Rabih Keyrouz, ele próprio gravemente ferido. Saab conhece bem a devastação. Ele começou seu trabalho em 1982, no auge da guerra civil do Líbano de 1975 a 1990. A explosão de 4 de agosto o fez lembrar do passado. “Era o mesmo cheiro, a mesma poeira, o vidro quebrado. Sinceramente, não queríamos reviver isso.”

(Reuters)