Líderes da maior universidade de artes da Hungria renunciam por medo de controle estatal

A administração da prestigiosa Universidade de Artes Cênicas e Cinematográficas da Hungria renunciou nesta segunda-feira em protesto contra a imposição de uma comissão indicada pelo governo que dizem que minará a autonomia da escola.

Os apoiadores do primeiro-ministro, Viktor Orbán, e jornalistas pró-governo argumentam há tempos que, desde que este obteve um terceiro mandato em 2018, é hora de operar uma mudança cultural em favor de valores conservadores para acabar com o que chamam de domínio de liberais e figuras da esquerda nas artes húngaras.

Uma lei aprovada pelo Parlamento no início do ano transferiu a propriedade da escola de teatro estatal, que tem 155 anos de história, a uma fundação privada. O governo indicou uma comissão de cinco membros, rejeitando membros propostos pela universidade. Já o senado da universidade disse ter sido privado do direito de decidir questões sobre orçamento, organização e recursos humanos.

(Reuters)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.