Equipes de resgate revistam escombros de Beirute pelo terceiro dia, com nação paralisada

Equipes de resgate continuaram cavando os escombros de um prédio em Beirute pelo terceiro dia no sábado, ainda na esperança de encontrar alguém vivo mais de um mês depois que uma grande explosão portuária destruiu a capital do Líbano.

Cerca de 50 equipes de resgate e voluntários, incluindo uma equipe de especialistas do Chile, ainda não localizaram ninguém depois que os sensores detectaram na quinta-feira sinais de respiração e calor. Mas eles disseram que continuariam enquanto havia uma pequena chance de encontrar um sobrevivente, e restringiram sua busca.

“Sempre em operações de busca como esta, você não pode perder a esperança nem dizer absolutamente que há esperança”, disse George Abou Moussa, diretor de operações da defesa civil do Líbano, à Reuters.

A explosão de 4 de agosto matou cerca de 190 pessoas, feriu mais 6.000 e devastou bairros inteiros. As autoridades realizaram cerimônias na sexta-feira para marcar um mês desde que a explosão atingiu uma cidade que já se recuperava de uma crise econômica devastadora.

Os esforços de resgate dominaram as mídias locais e sociais, enquanto os libaneses estavam paralisados, desesperados por boas notícias.

O prédio em ruínas onde a busca continuava fica entre os bairros residenciais de Gemmayze e Mar Mikhael, entre as áreas mais atingidas pela explosão e lar de muitos edifícios antigos que desmoronaram com a onda de choque.

O trabalho foi lento, disseram as equipes de resgate, já que o prédio seriamente danificado estava sob risco de desabar.

“O prédio está realmente desmoronando, é assustador e há muito perigo para a equipe”, disse Abou Moussa.

Os trabalhadores usavam pás e as mãos para cavar, enquanto escavadeiras mecânicas e um guindaste levantavam detritos pesados.

Emmanuel Durand, um engenheiro civil francês que estava treinando estudantes universitários locais, ofereceu seus serviços e estava trabalhando com as equipes de resgate para monitorar a estrutura.

Examinando o prédio com lasers de alta precisão, Durand disse que sua equipe até agora não encontrou nenhum sinal de movimento. *Reuters

Categorias:Curiosidades, Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.