Meio milhão de pessoas recebem ordem de retirada no Oregon; incêndios no oeste dos EUA matam 24

 Cerca de meio milhão de pessoas no Estado norte-americano do Oregon receberam ordens de retirada enquanto dezenas de incêndios florestais movidos pelo vento consumiam Estados da Costa Oeste dos EUA nesta sexta-feira (11), destruindo milhares de casas e matando pelo menos 24 pessoas, segundo autoridades estaduais e locais.

No Oregon, uma cena apocalíptica de subdivisões residenciais e parques de trailers incendiados se estendia por quilômetros ao longo da Rodovia 99 ao sul de Medford através de Phoenix e Talent, uma das áreas mais atingidas, de acordo com um fotógrafo da Reuters no local.

Vídeo online da região de Tacoma, no Estado de Washington, mostrou o início das chamas em uma área residencial e incendiando casas, com moradores correndo de casa em casa para alertar os vizinhos.

“Todo mundo fora, todo mundo fora!” gritou um homem enquanto os bombeiros tentavam apagar as chamas.

O número de mortos devido aos incêndios na Costa Oeste, que começaram em agosto, saltou para 24 depois que sete pessoas foram encontradas mortas na noite de quinta-feira em comunidades incendiadas nas montanhas cerca de 137 km ao norte de Sacramento, na Califórnia, informou a autoridade estadual de bombeiros Cal Fire.

Só no Oregon, o número de pessoas sob ordens de retirada subiu para aproximadamente 500.000 – cerca de um oitavo da população total do Estado. Milhares de pessoas também foram obrigadas a deixar suas casas em Washington e Califórnia. *Investing/Reuters

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.