Navio do século XVII misteriosamente bem preservado encontrado nas águas do mar Báltico

Mergulhadores da Finlândia fizeram uma descoberta inesperada enquanto exploravam as profundezas do Mar Báltico, encontrando um navio incrivelmente bem preservado que data de quase 400 anos atrás.

A uma profundidade de cerca de 85 metros, a equipe de mergulho de Badewanne descobriu esta cápsula do tempo holandesa no fundo do mar, quase completamente preservada e intacta.

Tendo apenas pequenos danos sofridos, o navio parece como que congelado desde o século XVII, disse a equipe, graças às propriedades da água nesta parte do mar – onde uma combinação de baixos níveis de salinidade, temperatura e luz pode permitir que naufrágios sobrevivam praticamente inalterados por centenas de anos.

Por causa disso, ele poderia transportar até o dobro da carga de navios rivais, e sistemas avançados de aparelhamento garantiram que suas capacidades de navegação habilidosas pudessem ser controladas por pequenas tripulações, o que também fez do Filibote um navio mais rentável para operar.

010 fluit 3

Apesar do sucesso e popularidade do projeto entre os séculos XVI e XVIII, relativamente poucos Filibotes sobrevivem até hoje. Uma investigação mais aprofundada deste achado em particular pode revelar fatos interessantes sobre esses tesouros históricos.

“O naufrágio revela muitas das características do Filibote, mas também algumas características únicas, especialmente a construção da popa”, diz o arqueólogo marítimo Niklas Eriksson, da Universidade de Estocolmo, na Suécia, que trabalhará com autoridades finlandesas e outros para estudar a descoberta.

“Pode ser que este seja um exemplo inicial do projeto. O naufrágio oferece, portanto, uma oportunidade única para investigar o desenvolvimento de um tipo de navio que navegou por todo o mundo e se tornou a ferramenta que lançou as bases para a globalização moderna precoce.”

(Science Alert)