Sally traz ventos de 160 km / h ao atingir a Costa do Golfo dos EUA

O furacão Sally se aproxima da Costa do Golfo dos Estados Unidos na manhã de terça-feira, trazendo fortes chuvas e aumento das águas antes de sua chegada prevista como um furacão de categoria 2, com a chance de ~se tornar mais forte.

A segunda forte tempestade em menos de um mês para ameaçar a região, os ventos de Sally aumentaram para 155 km/h, e na segunda-feira estava a 145 km a leste da foz do rio Mississippi, segundo Centro Nacional de Furacões (NHC).

Mississippi e Louisiana pediram evacuações de áreas baixas e o presidente Donald Trump emitiu uma declaração de emergência para ambos os estados. O Alabama fechou as praias do estado e recomendou a evacuação de residentes em áreas baixas.

As empresas de energia fecharam ou suspenderam refinarias de petróleo e retiraram trabalhadores de plataformas offshore de produção de petróleo e gás. O furacão deve vir acompanhado entre 20 e 40 cm de chuva na costa, com aguaceiros isolados de 24 polegadas, e causar inundações generalizadas do rio.

Sally é a 18ª tempestade com nome no Atlântico este ano e será a oitava tempestade tropical ou furacão a atingir os Estados Unidos – algo “muito raro se não um recorde”, disse Dan Kottlowski, meteorologista sênior da AccuWeather.

(Reuters)