Morre Ruth Bader Ginsburg, juíza da Suprema Corte dos EUA

Ícone da luta pelos direitos das mulheres e membro mais antiga da Suprema Corte americana, a juíza Ruth Bader Ginsburg morreu nesta sexta-feira (18) aos 87 anos, vítima de um câncer.

Segundo uma nota de pesar, ela faleceu ao lado da família em sua casa na capital dos EUA, Washington DC, após metástase em um tumor no pâncreas. Desde o início do ano, ela passava por quimioterapia para tratar da recorrência do câncer.

Ela serviu por 27 anos à mais importante Corte do país e era vista como parte da ala mais liberal do tribunal.

Ginsburg foi um voto confiável a favor das causas liberais no tribunal em outras questões, incluindo a defesa dos direitos ao aborto, a expansão dos direitos dos homossexuais, a preservação da lei de saúde Obamacare e a promoção dos direitos das minorias raciais dos pobres e marginalizados, destaca matéria da agência Reuters

A morte de Ginsberg vai desencadear uma batalha política sobre quem vai sucedê-la, colocando o futuro da Suprema Corte na pauta da corrida para a eleição presidencial de novembro.

Desde que assumiu a presidência, Donald Trump, nomeou dois juízes para a Suprema Corte, e a atual formação parecia ter uma maioria conservadora de 5-4 em boa parte dos casos.

Com a morte, apoiadores Ginsburg se preocupam com a possibilidade uma sucessora ou sucessor com tendência conservadora.

Categorias:Américas, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.