Morte de Ginsburg dá origem a guerra política

A morte de Ruth Bader Ginsburg deixou um vazio na justiça norte-americana. A juíza garantiu um lugar na história dos Estados Unidos através da defesa da igualdade de direitos. Serviu o Supremo Tribunal durante 27 anos e apesar de ainda se chorar a sua perda, o vazio gerado já foi transformado em guerra política.

Vale tudo a seis semanas das presidenciais e os dois candidatos não perdem uma oportunidade para desferir um ataque no adversário. Joe Biden abriu as hostilidades ao dizer que devia ser o próximo presidente a escolher quem sucede a Ginsburg no Supremo Tribunal.

Já Donald Trump considera que não há tempo a perder e afirma que tem essa obrigação. Ironicamente, nas eleições de 2016 ambos os partidos defenderam a posição contrária e os Republicanos acabaram mesmo por bloquear no Senado a nomeação efetuada por Barack Obama.

Os nove juízes do Supremo Tribunal são nomeados diretamente e de forma vitalícia pelo Chefe de Estado. Ruth Ginsburg era vista como liberal e caso o sucessor seja nomeado por Trump, será o sexto juiz a ser nomeado por um Presidente Conservador, o que colocará irremediavelmente em causa o equilíbrio entre as forças políticas da justiça. *Euronews

Categorias:Américas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.