Famílias pedem acesso a parentes de Hong Kong detidos na China

Os parentes de 12 pessoas de Hong Kong presos pela China no mar no mês passado pediram acesso a seus familiares detidos em uma petição ao escritório de representação do continente na cidade semiautônoma na quarta-feira.

Os 12, dos quais 10 enfrentavam acusações relacionadas a protestos anti-governo no ano passado, foram presos em 23 de agosto por suspeita de entrada ilegal em águas chinesas continentais enquanto tentavam fugir de barco para Taiwan auto-governada.

Eles estão sendo mantidos em Shenzen, onde suas famílias dizem que foram negados acesso a advogados independentes. A prisão dos 12, a quem o Ministério das Relações Exteriores da China chamou de “separatistas”, agravou os temores de muitos em Hong Kong sobre o que eles vêem como a determinação da China de acabar com qualquer impulso por uma maior democracia no centro financeiro.

Em uma declaração conjunta, lida pelo ativista Owen Chow, os parentes disseram que os advogados escolhidos tiveram acesso negado e pressionados pelas autoridades chinesas a desistir do caso. As famílias disseram que o governo de Hong Kong não havia prestado nenhuma “assistência concreta” e solicitaram reuniões com altos funcionários.

(Reuters)

Categorias:Curiosidades

Marcado como:, ,