Chefe da ONU: O mundo vive à ‘sombra de uma catástrofe nuclear’

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, alertou na sexta-feira que o mundo vive “à sombra de uma catástrofe nuclear”, alimentado pela crescente desconfiança e tensões entre as potências nucleares.

O chefe da ONU disse em uma reunião de alto nível para comemorar o recente Dia Internacional para a Eliminação Total das Armas Nucleares que o progresso na eliminação das armas nucleares “estagnou e corre o risco de retrocesso”. E ele disse que as tensões entre países que possuem armas nucleares “aumentaram os riscos nucleares”.

Como exemplo, Guterres expressou profunda preocupação com a escalada de disputas entre o governo Trump e a China. As relações entre os EUA e a Rússia estão em um ponto baixo. A Índia e o Paquistão com armas nucleares estão brigando pela Caxemira, e a Índia acaba de ter uma escaramuça de fronteira com a China. E a Coreia do Norte se gaba de suas armas nucleares.

Guterres também apontou para o único tratado que restringe o tamanho dos maiores arsenais nucleares do mundo – o Novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas entre os Estados Unidos e a Rússia – que deve expirar no próximo ano. O secretário-geral disse que o tratado de não proliferação nuclear ou NPT, que marca seu 50º aniversário neste ano, continua sendo a pedra angular do desarmamento nuclear e dos esforços para impedir a disseminação de armas nucleares.

(AP)

Categorias:Mundo

Marcado como: