Armênios e azeris acusam uns aos outros de atacar áreas civis

A Armênia e o Azerbaijão acusaram-se mutuamente nesta segunda-feira de atacar áreas civis em um nono dia de combates, o mais mortal da região do Cáucaso do Sul há mais de 25 anos.

Centenas de pessoas foram mortas no último surto de guerra sobre Nagorno-Karabakh, um enclave montanhoso que pertence ao Azerbaijão sob o direito internacional, mas é povoado e governado por armênios étnicos.

Nagorno-Karabakh disse que as forças azeri lançaram ataques de foguetes em sua capital Stepanakert, enquanto o Azerbaijão disse que a Armênia disparou mísseis em várias cidades fora da região separatista. O Azerbaijão disse que a Armênia estava lançando ataques com mísseis contra áreas densamente povoadas e infraestrutura civil no Azerbaijão. O Ministério da Defesa azeri disse que seu sistema de radar registrou que os lançamentos foram feitos a partir do território da Armênia.

O conflito ameaça arrastar outras potências regionais, já que o Azerbaijão é apoiado pela Turquia, enquanto a Armênia tem um pacto de defesa com a Rússia.

(Reuters)

Categorias:Mundo

Marcado como:,