Inundações mortais atingem França e Itália expondo caixões já sepultados

Mais três corpos foram encontrados na segunda-feira no lado francês da fronteira com a Itália depois que severas inundações de montanhas devastaram partes dos dois países, deixando pelo menos 12 mortos. Centenas de equipes de resgate procuravam por mais 20 pessoas ainda desaparecidas.

Inundações devastaram áreas montanhosas na região sudeste dos Alpes-Maritimes, no sudeste da França, e nas regiões noroeste da Itália, Ligúria e Piemonte, após uma tempestade varrer na sexta-feira e no sábado. Muitas das identidades dos mortos eram tão obscuras quanto as águas agitadas que os varreram.

O prefeito da região dos Alpes-Maritimes da França disse ao jornal Nice Matin que alguns corpos encontrados na Itália eram aparentemente cadáveres de caixões que haviam sido varridos na fronteira pelas águas das inundações. Na Itália, o corpo de uma mulher foi encontrado segunda-feira no Mar Mediterrâneo pela província ligúria de Imperia. Outros cinco corpos, todos homens, foram encontrados no domingo no mar perto de San Remo, na praia da cidade fronteiriça italiana de Ventimiglia e ao longo da costa de Imperia.

Na França, os bombeiros ainda procuravam na segunda-feira pelo menos oito pessoas desaparecidas que testemunhas descreveram como possivelmente sendo levadas por águas inundadas. Eles incluíram dois bombeiros cujo veículo caiu na água quando uma estrada desabou.

As autoridades francesas também encontraram o corpo de um pastor que havia desaparecido nas montanhas. Um bombeiro também morreu na região fronteiriça de Valle d’Aosta. As inundações colocaram estresse adicional nas regiões que lidam com a pandemia coronavírus. Os governadores da Ligúria e do Piemonte pediram ajuda emergencial ao governo italiano.

(Reuters)

Categorias:Meio ambiente

Marcado como:, ,