Neurônios “bem preservados” encontrados em cérebro de 2.000 anos

Cientistas italianos encontraram neurônios bem preservados no cérebro de uma das vítimas da erupção do Monte Vesúvio que dizimou Pompeia, há quase dois mil anos.

A equipe, liderada pelo antropólogo forense e diretor do Laboratório de Osteobiologia Humana, Universidade de Nápoles “Federico II, Pier Paolo Petrone, encontrou o cérebro vitrificado no início do ano. Desde então, tem vindo a estudá-lo recorrendo a técnicas de microscopia eletrônica e ferramentas de processamento de imagem.

Petrone conta que que normalmente, “os arqueólogos encontram cérebros saponificados, logo esse material não está em boas condições. (…) A verdadeira grande notícia não é apenas a descoberta de um cérebro vitrificado, mas a descoberta de neurónios, axônios, de uma parte da estrutura do sistema nervoso central, para além de outras descobertas relativas ao nível da medula espinal, que são um novo mundo a estudar e aprofundar”.

Os cientistas prosseguem com as investigações seguindo diferentes linhas: a biológica, destinada a compreender como é feito este sistema nervoso central, e a da vulcanologia, e consiste em estudar, com dados precisos, os processos de aquecimento e arrefecimento. (Euronews)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.