Chile monitora frota de pesca chinesa ao longo da costa sul-americana

O governo chileno está acompanhando de perto uma grande frota de navios pesqueiros chineses que provocou controvérsias mais ao norte ao longo da costa do Pacífico da América do Sul, disse o ministro das Relações Exteriores Andres Allamand nesta quinta-feira.

Allamand disse que o Ministério da Defesa do Chile e a Marinha estavam monitorando o avanço da frota para proteger a “soberania” da zona econômica exclusiva do país. A frota consiste em cerca de 300 navios que frequentam o Oceano Pacífico, muitas vezes ao redor das águas peruanas, disse Allamand. Os barcos, que anteriormente pescavam lulas gigantes perto das Ilhas Galápagos, no Equador, irritaram a indústria pesqueira doméstica no Peru no mês passado e desencadearam uma guerra no Twitter entre Washington e Pequim.

A Embaixada dos EUA em Lima disse em setembro que os navios chineses tinham um histórico de evitar rastreamento e pareciam “despejar poluentes plásticos”. A embaixada chinesa respondeu que respeita a proteção do meio ambiente e do oceano. “Esperamos que o público peruano não seja enganado por informações falsas”, disse no Twitter.

O ministro das Relações Exteriores do Chile disse que as autoridades chilenas não fizeram contato com o governo chinês. Ele disse que a frota inclui navios privados “e alguns que podem ter alguma conexão com o Estado”.

O longo litoral do Pacífico do Chile oferece uma abundância de peixes e mariscos, uma fonte crítica de renda para pescadores em comunidades em todo o país.

(Reuters)

Categorias:Américas

Marcado como:,