Estados da UE aceitam plano-base para renovar política de asilo

Os ministros do Interior da União Europeia concordaram nesta quinta-feira que novas propostas abrangentes para renovar o sistema de asilo fracassado do bloco devem ser a base para as negociações sobre a construção de uma nova política para gerenciar a chegada de migrantes não autorizados na Europa.

O plano visa acabar com anos de caos nas fronteiras da Europa e uma crise política desencadeada pela chegada de migrantes que tem visto alguns países da UE virarem as costas para a Grécia, Itália, Malta e Espanha, por onde a maioria das pessoas que buscam uma vida melhor entram.

De acordo com as propostas, os migrantes que chegam às fronteiras externas da Europa sem permissão seriam examinados dentro de cinco dias. Eles então entrariam em um procedimento de asilo ou seriam deportados, ambos dentro de 12 semanas. As pessoas podem permanecer detidas durante esse período.

Em linhas gerais, os países que aceitassem acolher refugiados receberiam $10.000 euros (US$ 11.650) por pessoa em assistência dos cofres da UE. Aqueles que não aceitassem teriam oito meses para deportar os imigrantes ou serem forçados a aceitá-los.

(AP)

Categorias:Europa

Marcado como:, ,