Facebook bane publicações que negam o Holocausto

O Facebook bane publicações que negam Holocausto. Zuckerberge toma medidas contra as teorias da conspiração e as notícias falsas, antes das eleições presidenciais nos Estados Unidos.

O Facebook está a banir publicações que negam ou distorcem o Holocausto e vai começar a direcionar as pessoas que procuram informações sobre o genocídio nazi para fontes oficiais.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou a nova política na segunda-feira (12). É uma tentativa da empresa de tomar medidas contra as teorias da conspiração e as notícias falsas, antes das eleições presidenciais nos Estados Unidos.

Numa publicação, Zuckerberg disse: “Traçar os limites certos entre o que é e o que não é um discurso aceitável não é simples, mas com o estado atual do mundo, acredito que este seja o equilíbrio certo.” A decisão do Facebook acontece depois que sobreviventes do Holocausto de todo o mundo terem dado voz a uma campanha pedindo a Mark Zuckerberg que retire as publicações que negam o sucedido na rede social.

O Congresso Judaico Mundial – a organização internacional que representa as comunidades e organizações judaicas – deu as boas-vindas à mudança do Facebook.

(Euronews)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.