OMS alerta contra a busca da imunidade de rebanho para parar coronavírus

O chefe da Organização Mundial da Saúde alertou contra a ideia de que a imunidade de rebanho pode ser uma estratégia realista para parar a pandemia, descartando tais propostas como “simplesmente antiéticas”.

Em uma coletiva de imprensa na segunda-feira, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que as autoridades de saúde normalmente visam alcançar a imunidade do rebanho com a vacinação. Tedros observou que para obter imunidade de rebanho de uma doença altamente infecciosa, como o sarampo, por exemplo, cerca de 95% da população deve ser imunizada.

Tedros disse que pouco se sabia sobre imunidade ao COVID-19 para saber se a imunidade do rebanho é mesmo alcançável. “Permitir um vírus perigoso que não entendemos totalmente para correr livre é simplesmente antiético”, disse ele.

A OMS estima que menos de 10% da população tem imunidade ao coronavírus, o que significa que a grande maioria do mundo permanece suscetível.

(AP)

Categorias:Mundo

Marcado como: