China usa nova tática em campanha contra Taiwan com acusações de espionagem

A China abriu uma nova frente em sua campanha de pressão contra Taiwan com uma série de alegações de espionagem e confissões exibidas na televisão estatal, denunciadas na ilha democrática como armadilha e outra razão para as pessoas temerem visitar a China.

A partir da noite de domingo, a televisão estatal chinesa tem mostrado o que diz serem espiões taiwaneses detidos que têm operado na China confessando seus crimes.

Taiwan diz que a China está prendendo pessoas e as mostrando na televisão para confessar crimes antes de ir a julgamento o que diz ser uma grave violação do processo legal adequado, algo que grupos de direitos humanos há muito criticam Pequim por fazer.

Falando a repórteres na terça-feira, o primeiro-ministro de Taiwan, Su Tseng-chang, disse que a China estava espalhando calúnias e “criando terror”.

Wang Ting-yu, um legislador sênior do DPP que faz parte do Comitê de Relações Exteriores e Defesa do Parlamento, disse que os casos devem servir como um aviso aos taiwaneses que desejam visitar a China.

(AP)

Categorias:Mundo

Marcado como:, ,