EUA – Juiz ordena que empresa de correios faça vistorias em busca de cédulas eleitorais

Um juiz federal em Washington D.C. ordenou na quinta-feira que os Correios começassem a realizar duas varreduras diárias em suas instalações para cédulas de estados onde ainda há tempo para que sejam entregues e contadas.

O juiz Emmet Sullivan disse em uma breve ordem que “todas as instalações de processamento da USPS que atendam a um estado com prazo estendido de recebimento de cédulas devem, até que esse prazo passe, realizar uma varredura de cédulas matinal (no máximo às 10 horas locais) e outra varredura no meio da tarde para garantir que quaisquer cédulas identificadas possam ser entregues”.

“Ao concluir uma varredura, cada instalação deve informar à sede da USPS o número total de cédulas identificadas e confirmar que essas cédulas foram para entrega a fim de cumprir os prazos estaduais estendidos aplicáveis”, acrescentou Sullivan, que foi nomeado para o tribunal do Distrito Federal pelo ex-presidente Clinton.

A ordem vem em um conjunto de processos judiciais de grupos que questionam a gestão do governo Trump sobre o Correios nos meses que antecederam a eleição.

Sullivan também ordenou que os Correios tomassem “medidas extraordinárias” para garantir que seja entregue eficientemente cédulas de correio decorrentes da pandemia coronavírus.

E no dia da eleição, Sullivan ordenou que os Correios realizassem varreduras semelhantes em distritos onde as instalações estavam com baixo desempenho, incluindo em vários estados-chave.

(The Hill)

Categorias:Mundo

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.