Operadoras ignoram funcionário dos EUA por pressão 5G da Huawei

As quatro maiores empresas de telecomunicações do Brasil decidiram não se reunir com um alto funcionário dos EUA que defendeu a exclusão da Chinesa Huawei Technologies do mercado brasileiro de equipamentos 5G, disse uma fonte do setor nesta sexta-feira.

As operadoras recusaram um convite da embaixada dos EUA para se reunir na segunda-feira em São Paulo com Keith Krach, subsecretário de Estado dos EUA para crescimento econômico, energia e meio ambiente, disse a pessoa em contato com executivos do setor de telecomunicações.

“Este convite não é compatível com as escolhas de livre mercado que estamos acostumados. Devemos ser capazes de tomar livremente nossas melhores decisões financeiras”, disse a fonte, pedindo anonimato.

O convite do embaixador americano Todd Chapman foi noticiado pela primeira vez pelo jornal Folha de S.Paulo, que, juntamente com o diário de negócios Valor Econômico, disse que as empresas preferiram não comparecer.

“A Huawei é a espinha dorsal da vigilância global da China”, escreveu Krach em um artigo publicado em agosto no jornal O Globo.

Krach disse que o governo dos EUA e seus parceiros estavam acelerando os esforços para proteger a segurança econômica global, restringindo o envolvimento da Huawei em redes 5G.

“Há hoje mais de 30 países participando da Rede Limpa”, escreveu ele.

(Reuters)

Categorias:Sem categoria

Marcado como:,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.