Presidente da Argentina, ministros em isolamento preventivo após contato com coronavírus

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, e vários de seus ministros iniciaram o isolamento preventivo depois de entrar em contato com um funcionário infectado pelo coronavírus, disse o governo em um comunicado.

Fernández deu negativo para o COVID-19, mas permanecerá isolado, segundo o comunicado. Seus ministros das Relações Exteriores e do Interior, bem como o Ministro da Mulher, gênero e diversidade ainda aguardam os resultados de seus respectivos testes.

O presidente e seus ministros se reuniram com o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência, Gustavo Béliz, que testou positivo para o COVID-19 hoje cedo, disse o comunicado.

A Argentina está entre os países mais atingidos pelo COVID-19. Foram registrados 1,27 milhão de casos da doença e 34.531 mortes.

A taxa diária de infecções no país começou a desacelerar nas últimas semanas, indicando que a crise pode ter passado do seu auge.

(Reuters)