Portugal volta a proibir viagens e fechar escolas por causa da covid-19

O governo de Portugal anunciou neste sábado (21.nov.2020) uma série de restrições para tentar conter o avanço da covid-19 no território lusitano. Entre elas, está o fechamento de escolas a a proibição de viagens intermunicipais durante os feriados de 1º de dezembro e 8 de dezembro. O objetivo, segundo o primeiro-ministro António Costa, é reduzir a proliferação do coronavirus pelo país.

Em nota, o governo de Portugal disse que o número de novos casos da doença voltou a apresentar queda, depois de medidas restritivas em cidades que tinham maior incidência do vírus. De acordo com o Executivo, isso aconteceu porque essas cidades já estão passando por rígidas medidas de segurança. Na última semana, foram identificados 2.603 novos infectados pela covid-19. Em outubro, esse número chegou a 7.116

Durante os dois feriados, que caem em terças-feiras, o governo português determinou o fechamento de escolas e demais repartições públicas, para emendar a data. O Executivo também pediu que empresas privadas adotem a mesma política em ambas as datas.

Há 15 dias, o governo de Portugal instaurou toque de recolher nas cidades em que o índice de infecção da covid-19 é considerado mais grave. Nessas localidades, é proibida a circulação de pessoas das 23h às 5h. O comércio é obrigado a fechar às 22h.

Para mitigar os efeitos econômicos da suspensão das atividades, o governo português liberou o parcelamento de impostos e da contribuição com a Segurança Social.

(Poder 360)

Categorias:Europa

Marcado como:, ,