Ciclone faz passagem histórica pela desértica Somália

Em 22 de novembro de 2020, o ciclone Gati se tornou a tempestade mais forte a atingir a Somália desde que os registros de satélites começaram, há cinco décadas, de acordo com o site Earth Observatory, da Nasa. O Gati atingiu a costa com ventos máximos sustentados de 170 quilômetros por hora, uma tempestade de categoria 2 na escala Saffir-Simpson. A tempestade trouxe mais de um ano de chuva para a região em dois dias. As autoridades locais relatam que pelo menos oito pessoas foram mortas e milhares tiveram de deixar suas casas.

Em 12 horas, os ventos do Gati se intensificaram de 65 quilômetros para 185 quilômetros por hora – o maior aumento nesse intervalo de tempo para qualquer tempestade tropical já registrado no Oceano Índico. A tempestade se intensificou rapidamente devido ao seu pequeno tamanho, às águas quentes do Oceano Índico e ao baixo cisalhamento do vento (uma rápida variação de corrente no vento). Embora a tempestade tenha enfraquecido um pouco antes de tocar o solo, o Gati trouxe chuvas excepcionais para o norte da Somália.

(Planeta)

Categorias:Brasil, Meio ambiente

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.