Equador e Colômbia fortalecerão controle na fronteira após encontrar 63 rotas ilegais

Os presidentes da Colômbia, Iván Duque, e do Equador, Lenín Moreno, prometeram nesta quinta-feira (26) fortalecer o controle na problemática fronteira comum, onde 63 rotas ilegais foram descobertas e traficantes atuam.

“Temos combatido o crime transacional, o tráfico de drogas, lutado contra a corrupção e também identificamos as 63 rotas ilegais de fronteira que sem dúvida colocam nossos países em risco”, disse Moreno em comunicado conjunto após reunião realizada virtualmente. 

Duque também destacou que “os aspectos de cooperação em matéria de defesa foram aprofundados” para compartilhar informações de inteligência e desorganizar as estruturas criminosas “que atingem os dois países”. 

Ambas as nações compartilham uma fronteira de cerca de 600 km, do Pacífico à floresta amazônica, na qual atuam traficantes de drogas, grupos armados ilegais e contrabandistas de armas. É também rota de passagem de imigrantes, como os venezuelanos. 

Os presidentes, que estavam acompanhados por seus ministros, examinaram as sete áreas de cooperação em que atuam: segurança e defesa, infraestrutura e conectividade, integração, economia e comércio, questões fronteiriças, assim como ambiental e social e cultural. 

Moreno destacou que a prioridade em meio à pandemia do coronavírus é “melhorar e garantir os serviços de emergência e assistência médica na fronteira”, continuando a tratar de outros aspectos. 

O documento de declaração indica que a segurança será fortalecida e os programas de reativação econômica e de promoção de uma migração ordenada e segura dos venezuelanos serão identificados. 

Os países também estão preparando um protocolo de transporte terrestre seguro entre os dois países para melhorar as condições de comércio nas fronteiras. Também iniciarão a construção do centro binacional de atendimento de fronteiras. 

“Nosso desafio é fazer da zona de fronteira um pólo de desenvolvimento econômico e social”, informou o presidente equatoriano. 

Devido à pandemia, Equador e Colômbia mantêm sua fronteira terrestre fechada, mas decidiram reabri-la “de maneira gradual, ordenada e gradual” para proteger a segurança sanitária de suas populações, segundo o comunicado. 

As reuniões binacionais entre Equador e Colômbia acontecem anualmente desde 2012.

(AFP)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.