Quadrilha toma centro de Criciúma (SC), com assalto seguido de tiroteios

Intensos tiroteios foram registrados na cidade de Criciúma, no sul de Santa Catarina, na madrugada desta terça-feira (1º). Segundo o chefe da Central de Emergência, Major Eduardo Moreno, a violência teve início com a ação de uma quadrilha especializada em assaltos a bancos, que invade cidades, realiza roubos simultâneos e ataca postos policiais.

De acordo com o 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), um policial foi baleado no abdômen em um ataque e está em situação estável. Foi divulgada também a informação de um vigilante ferido, sem detalhes sobre sua condição de saúde.

Na madrugada, vídeos compartilhados nas redes sociais mostraram dinheiro espalhado no chão da cidade após assaltos a bancos. A polícia deteve quatro pessoas, mas não é confirmado se possuem ligação com a quadrinha ou tentaram roubar o dinheiro no chão das ruas.

Assalto de grandes proporções

Homens armados tomaram as ruas do centro da cidade durante o fim da noite da segunda-feira e início da madrugada de terça, por volta da 0h, e intensos tiroteios foram registrados no bairro Michel. 

Segundo informações do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM), houve um “assalto de grandes proporções”, com criminosos “portando fuzis e armas longas”.

“Estamos recebendo informações em tempo real, de moradores que mandam vídeos, com cidadãos reféns de uma quadrilha de crime organizado”, disse um porta-voz da corporação em áudio enviado à imprensa no início da madrugada.

Os policiais orientaram os moradores a permanecer em casa e foi solicitado o reforço das guardas de outras cidades da região e da capital do estado, Florianópolis.

A Central de Emergência informou que, durante a madrugada, fogo foi ateado a uma rodovia que liga Criciúma ao município vizinho de Tubarão, para impedir a chegada de reforço policial. As chamas posteriormente foram controladas.

O Major Eduardo Moreno, da Central de Emergência, descreveu como “novo cangaço” a prática executada pela quadrilha, com roubos simultâneos e ataques a quartéis.

Prefeito pede que população não saia de casa

Em postagem nas redes sociais durante a madrugada, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), pediu que a população não saia de casa até o envio de novas orientações.

“Criciúma é alvo de um assalto de grandes proporções. Junto às autoridades militares e forças de segurança, seguimos monitorando e acompanhando o desenrolar dos fatos. Fiquem em casa. Muito cuidado!”, escreveu.

“Estou acompanhando com muita preocupação esse assalto na cidade de Criciúma. Há mais de uma hora e meia deixando toda a nossa cidade muito preocupada. Tenho conversado com várias autoridades policiais e a cidade, neste momento, ainda permanece sitiada”, disse o prefeito em vídeo publicado por volta das 2h.

“É um assalto de grandes proporções, com bandidos muito preparados. Então o pedido que faço é que a população continue em casa e mantenha todos os cuidados”, reforçou Salvaro.

(CNN Brasil)

Categorias:Brasil

Marcado como:,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.