Rumo aos US$ 200 bi: estratégias da indústria de games para crescer mais

A indústria de games vem crescendo à velocidade de turbo e deve continuar em expansão acelerada nos próximos anos. De acordo com a consultoria do setor Newzoo, o setor ultrapassará os 200 bilhões de dólares em receitas em 2023. Atualmente os jogos eletrônicos vêm crescendo a 11% ao ano, um ritmo muito mais acelerado que das indústrias de cinema e música juntas.

Tanto que, para efeitos de comparação, enquanto o CAGR (Taxa de Crescimento Anual Composta, em português) para o setor de videogames em 2021 é de 180 bilhões de dólares em receita, os setores de música e cinema devem faturar 74 bilhões de dólares. Outro número de destaque do setor é a quantidade de fusões e aquisições realizadas em 2020. Apenas no primeiro trimestre de 2020, foram 700 milhões de dólares em investimentos em startups de videogames. Estes dados estão presentes em um estudo realizado por Breno Bonani, estrategista da Avenue, que tem motivos de sobra para acreditar que o setor de games tem ótimas chances de expansão.

De acordo com o levantamento, a Gravity Co., sul-coreana, foi a empresa que mais cresceu nos últimos 12 meses, com um disparo de 417,4% em seus papeis. Já a primeira em valor de mercado, a americana Nvidia Corp, de 221 milhões de dólares, cresceu 111,96% no período. O estudo aponta que o setor terá três estratégias para continuar crescendo ano a ano e uma delas é garantir a fidelidade dos clientes por meio de programas de assinaturas. Entre os muitos projetos de outras empresas que deram errado, alguns decolaram e conseguiram um bom número de clientes, como é o caso do Xbox Game Pass, que em setembro de 2020 atingiu 15 milhões de assinantes. O número ainda é pequeno quando comparado aos gigantes das assinaturas, como é o caso da NetFlix, que atingiu 200 milhões de clientes em 2020. Ainda assim, como a empresa está investindo em mais conteúdo, acredita-se que com este aumento de oferta poderá haver um aumento do preço cobrado por sua assinatura. Além dela, há assinaturas em jogos, como o caso do Fornite Crew, que dá ao jogador itens exclusivos como trajes. “O Game Pass é o melhor posicionado, mas veremos como a maré muda à medida que o mercado evolui”, diz Bonani no estudo.

A segunda estratégia de crescimento apontada é a tendência de mobile, uma vez que estão mais acessíveis e que, com a pandemia, espaços de uso de computador pagos por hora estão com acesso limitado. A expectativa é que o setor de mobile ocupe 59% da receita esperada para o setor em 2021, enquanto computador ficaria com 19% e Console com 22%. Para se ter ideia, em 2020, 72% dos gastos totais com aplicativos foram para jogos mobile, de acordo com dados da Sensor Tower, sendo o “Among us” o mais baixado de todos. Já em termos de receita, o primeiro da lista é o PUBG Mobile.

Já a terceira tendência apontada pelo estudo é a Ásia. Bonani acredita que a participação em dólares da China neste mercado crescerá em 2021, tanto em colaboração quanto em distribuição de jogos. Dos 100 títulos de maior popularidade nos EUA, 20 são chineses, e há motivos para acreditar que no final de 2021 essa participação crescerá para 30%. Um dos pontos cruciais que controla a participação de empresas chinesas no mercado global de jogos online e a participação de empresas estrangeiras no mercado chinês é o ISBN, licença dada pelo governo chinês para o jogo estar disponível no hall de aplicativos autorizados. Mesmo com o início da vacinação da população, a pandemia ainda obrigará as pessoas a ficarem em casa por um bom tempo, e 2021 promete ser mais um ano de plena expansão para os videogames no mundo inteiro.

(Veja.com)

Categorias:Curiosidades, Economia, Mundo

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.