Um relatório revelou centenas de casos de abuso sexual na Igreja Católica Alemã

Um relatório independente solicitado pela Igreja Católica revelou centenas de casos de abusos sexuais perpetrados por clérigos e funcionários leigos na maior diocese da Alemanha , disseram seus autores nesta quinta-feira.

O documento de 800 páginas sobre os acontecimentos ocorridos na diocese de Colônia identificou 202 perpetradores de agressão sexual e 314 vítimas entre 1975 e 2018, disse à imprensa o advogado a quem a igreja encomendou a investigação, Bjoern Gercke. “Mais da metade das vítimas eram crianças com menos de 14 anos”, disse ele .

Aproximadamente 70% dos supostos perpetradores eram membros do clero e o resto eram leigos , ele detalhou. Se este foi sancionado, não foi o caso dos padres, frisou.

O relatório também observa que os líderes da Igreja Católica Alemã sabiam de casos de abuso sexual de menores, mas não cumpriram com seu dever de denunciá-los e agir de maneira adequada.

O relatório exonera de responsabilidade o arcebispo de Colônia, cardeal Rainer Maria Woelk, mas dois outros líderes são acusados ​​de não terem cumprido seu dever.

Eles são o arcebispo de Hamburgo, Stefan Heße , e o saudoso cardeal Joachim Meisner , arcebispo de Colônia de 1989 a 2014, quando o Papa Francisco aceitou sua renúncia. (Com informações do INFOBAE)

Categorias:Europa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.