Japão afirma que mudanças no sistema eleitoral de Hong Kong não devem ser relevadas

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão afirmou que seu país não pode relevar as mais recentes mudanças por parte da China no sistema eleitoral de Hong Kong, classificando as medidas de “grande retrocesso” para o alto grau de autonomia do território.

O secretário de imprensa da chancelaria japonesa, Yoshida Tomoyuki, emitiu uma declaração após o comitê permanente do Congresso Nacional do Povo da China ter aprovado emendas à Lei Básica de Hong Kong na terça-feira.

Yoshida afirmou que as mudanças vão minar ainda mais a confiança no princípio de “um país, dois sistemas” e acrescentou que também vão contra o objetivo final da Lei Básica de Hong Kong de ter chefes do Executivo e todos os membros do Conselho Legislativo eleitos por sufrágio universal.

A declaração diz: “O Japão pede que a China realize eleições relevantes em Hong Kong de maneira justa e que sejam abertas a candidatos que representem uma vasta gama de opiniões políticas.” Além disso, o documento afirma que o Japão “vai continuar a cooperar com a comunidade internacional em instar a China a tomar ações concretas”. (NHK)

Categorias:Mundo, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.