Os festivais de verão da França enfrentam outra onda de cancelamentos da Covid-19

Os festivais franceses estão passando por uma terrível sensação de déjà vu, pois são forçados a cancelar os eventos deste ano com o aumento de infecções por Covid-19 e o lento lançamento da vacina.

O último cancelamento veio nesta sexta-feira (2) pelos organizadores do festival de quadrinhos de renome mundial de Angouleme, que acontece no final de junho.

Ele se junta a uma série de vítimas que já inclui alguns dos maiores festivais de música de verão da Europa : Solidays, Hellfest, Garorock, Eurocks e Lollapalooza em Paris, entre outros – juntos respondendo por mais de um milhão de ingressos vendidos.

O governo francês colocou um limite de 5.000 pessoas para os eventos deste verão, e eles devem estar sentados e socialmente distantes – o que não é exatamente propício a enlouquecer em um moshpit. Solidays teve 228.000 participantes em 2019.

E isso foi antes de o presidente Emmanuel Macron anunciar um terceiro bloqueio a partir deste sábado, enquanto os hospitais são inundados com casos Covid-19 e o país luta para obter e entregar vacinas.

Os organizadores do Eurocks, que recebeu 128.000 pessoas em 2019, disseram que as regras eram uma “camisa de força” e “completamente incompatíveis com o espírito de um evento animado”.

“Não estamos negando a pandemia, mas o que nos deixa mal do estômago é que estamos cancelando ainda mais cedo em 2021 do que em 2020”, disse o diretor Jean-Paul Roland.

Os organizadores do festival também não ficaram impressionados com o pacote de apoio de 30 milhões de euros (US $ 35 milhões) oferecido pelo governo, que deve ser compartilhado entre festivais de rock e clássicos a arte e teatro de rua.

“Pedimos um paraquedas para dar o salto e, em vez disso, eles nos deram um colchão para pousarmos, e ainda estamos discutindo sobre a espessura dele”, disse Roland, acrescentando que mesmo que a situação de saúde melhorasse rapidamente, seria impossível que grandes festivais se organizassem a tempo.

Alguns eventos ainda estão ocorrendo na esperança de se adaptar à situação.

O maior encontro musical da França, Les Vielles Charrues, que teve uma multidão de 270.000 pessoas em 2019, e eventos mais facilmente adaptáveis, como o festival de teatro de Avignon e o Festival de Cinema de Cannes, ainda esperam acontecer em julho. (AFP)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.