A Rússia deve acabar com o aumento militar da Ucrânia, diz a Otan

O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, pediu à Rússia nesta terça-feira (13) que retire as tropas que a aliança afirma que Moscou está concentrando nas fronteiras da Ucrânia, antes de uma reunião de emergência dos ministros das Relações Exteriores e da Defesa aliados.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, voou a Bruxelas para conversar com Stoltenberg um dia depois de Kiev acusar o Kremlin de ignorar seu pedido de negociações entre os presidentes dos dois países devido ao aumento de tropas russas perto de sua fronteira.

“Nas últimas semanas, a Rússia transferiu milhares de tropas prontas para o combate para as fronteiras da Ucrânia, a maior concentração de tropas russas desde a anexação ilegal da Crimeia em 2014”, disse Stoltenberg.

“A Rússia deve acabar com esse aumento militar na Ucrânia e em torno dela, parar com suas provocações e diminuir imediatamente”, disse ele em entrevista coletiva com Kuleba. Kuleba disse que Kiev queria uma solução diplomática.

Kiev e Moscou trocaram a culpa pelo agravamento da situação na região oriental de Donbass, onde tropas ucranianas lutaram contra forças apoiadas pela Rússia em um conflito que Kiev diz ter matado 14 mil pessoas desde 2014.

O Ocidente expressou preocupação nas últimas semanas com um enorme aumento de forças russas perto da fronteira oriental da Ucrânia e na Crimeia, que a Rússia anexou de Kiev em 2014.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, chegou a Bruxelas na terça-feira e deve manter conversações na terça-feira com Kuleba. Kuleba pediu mais sanções econômicas contra Moscou e mais ajuda militar a Kiev.

“No nível operacional, precisamos de medidas que deterão a Rússia e conterão suas intenções agressivas. Isso poderia ser … uma nova rodada de sanções que aumentaria o preço da agressão russa ”, disse Kuleba em entrevista coletiva.

Separadamente, dois diplomatas aliados disseram que Stoltenberg presidirá uma videoconferência de emergência com os ministros de defesa e relações exteriores dos aliados na quarta-feira. Espera-se que Blinken e o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, estejam presentes na sede da OTAN em Bruxelas para informar os outros 29 aliados sobre a Ucrânia, bem como sobre o Afeganistão, disseram os diplomatas. *Reuters

Categorias:Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.