Eduardo Cunha vê “sabotagem” a Bolsonaro e diz que apoiaria o presidente

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB) concedeu entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, publicada nesta terça-feira (13), sobre seu livro “Tchau, Querida: O Diário do Impeachment”, que será lançado pela Editora Matrix no próximo sábado (17).

Preso desde 2016 pela operação Lava Jato, Cunha acusou a imprensa e Rodrigo Maia (DEM-RJ) de sabotarem o governo Bolsonaro e ressaltou que, apesar de “eventuais críticas pontuais”, daria sustentação ao presidente Jair Bolsonaro.

Cunha afirmou que a “minha avaliação sobre Bolsonaro está de forma superficial, em cima de fatos concretos. Relato a sabotagem de Rodrigo Maia ao governo e o fato de que Bolsonaro sofre uma perseguição implacável de quase da totalidade da mídia”.

O político ainda comentou o cenário desenhado para as eleições presidenciais de 2022. Entre Bolsonaro e o PT, não tenho a menor dúvida de ficar com Bolsonaro. Qualquer opção é melhor que a volta do PT”, disse.

Categorias:Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.