Minneapolis tem segunda noite de protestos após morte de jovem afro-americano em ação policial

Minneapolis teve a segunda noite de protestos, apesar do início de um toque de recolher na cidade do norte dos Estados Unidos, agitada após a morte supostamente acidental de um jovem negro em uma ação policial, ao mesmo tempo que acontece o julgamento pelo assassinato de George Floyd.

Durante um controle de trânsito, uma agente “sacou a arma de fogo ao invés do taser”, uma pistola elétrica de imobilização, e atirou, afirmou o comandante da polícia da localidade, Tim Gannon. “Foi um tiro acidental que resultou na trágica morte” de Wright, disse Gannon.

Dezenas de manifestantes se reuniram e gritaram frases contra o racismo diante de uma delegacia de polícia de Brooklyn Center, o subúrbio onde Daunte Wright foi morto no domingo.

Os manifestantes desafiaram a polícia através da cerca instalada ao redor da delegacia e exibiram cartazes com frases como “Prendam todos os policiais assassinos racistas”, “Eu sou o próximo” e “Sem justiça não há paz”.

A polícia usou gás lacrimogêneo em vários momentos e ordenou a dispersão dos manifestantes. Quarenta pessoas foram detidas e integrantes das forças de segurança sofreram ferimentos leves, de acordo com fontes policiais.

  • Informações AFP

Categorias:Américas

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.