Primeira reunião de tratado da ONU que proíbe armas nucleares será realizada em Viena em janeiro

A primeira reunião de um tratado da ONU que proíbe armas nucleares, com a participação de países signatários, será realizada na Áustria em janeiro do próximo ano.

O Tratado de Proibição de Armas Nucleares, que por meio de leis internacionais, proíbe o desenvolvimento, fabricação, posse e uso de armamentos atômicos, entrou em vigor em 22 de janeiro.

As Nações Unidas afirmam que o encontro será realizado em Viena entre 12 e 14 de janeiro para discutir as operações futuras do pacto.

Segundo o tratado, o secretário-geral da ONU tem de convocar uma reunião dos signatários dentro de um ano após a entrada do tratado em vigor.

O pacto foi ratificado por 54 países e territórios. Entretanto, países detentores de armamentos atômicos e nações que dependem da proteção nuclear, como o Japão, não aderiram ao tratado.

As partes que não assinaram o acordo podem participar da reunião. Países e territórios que estão promovendo o tratado esperam aumentar o número de signatários, e pedem àqueles que dependem da proteção nuclear para participar do encontro como observadores.

A subsecretária-geral da ONU e Alta Representante para Assuntos de Desarmamento, Nakamitsu Izumi, afirmou que as Nações Unidas estão trabalhando de forma estreita com a Áustria, que irá presidir a primeira reunião com os signatários. Ela disse que a ONU está se empenhando para um mundo sem armas nucleares, e que espera que a reunião seja bem-sucedida. *NHK

Categorias:Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.