Exército de Libertação Popular da China é suspeito de ataques cibernéticos no Japão

As Forças Armadas da China estão sob suspeita de ter mandado hackers atacarem centenas de alvos no Japão, incluindo a agência aeroespacial e empresas relacionadas à defesa do país.

Na terça-feira (19), a polícia de Tóquio enviou documentos a promotores sobre um membro do Partido Comunista da China suspeito de falsificar registros digitais relacionados aos ataques cibernéticos.

O Departamento da Polícia Metropolitana de Tóquio diz que a Jaxa, a Agência de Exploração Aeroespacial do Japão, sofreu um ataque cibernético em 2016. A polícia identificou um chinês que tinha alugado vários servidores no Japão. Esses servidores teriam alegadamente sido usados no ataque.

O chinês, que já não se encontra no Japão, foi descrito como um engenheiro de computação na faixa dos 30 anos. Ele teria supostamente alugado servidores em cinco oportunidades, usando nomes falsos. Fontes investigativas dizem que a identidade dos servidores e outras credenciais foram, então, entregues a um grupo chinês de hackers conhecido como “Tick”.

A polícia de Tóquio suspeita que o Exército de Libertação Popular da China teria instruído o Tick a realizar ataques cibernéticos no Japão. Segundo fontes não identificadas, cerca de 200 empresas e instituições de pesquisa avançada, incluindo a Mitsubishi Electric e a Universidade Keio, teriam sido alvos dos ataques. *NHK

Categorias:Mundo, Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.