Alemanha restituirá arte saqueada à Nigéria

Contando até 500 anos e com caráter fortemente simbólico, cerca de mil Bronzes de Benim se encontram em museus alemães. Sua devolução deve marcar uma guinada no processamento do passado colonial europeu da África.

Em 1897, tropas coloniais britânicas saquearam entre 3.500 e 4 mil peças do palácio real da cidade de Benim. Datando de até 500 anos, elas foram vendidas entre a Europa e os Estados Unidos, e cerca de 1.100 acabaram na Alemanha, sendo 440 só para Berlim, que assim passou a ostentar a segunda maior coleção de Bronzes de Benim.

Responsabilidade histórica e moral

Atualmente as peças estão expostas em diversos museus alemães: fruto de roubo e assassinato, sua posse é legal, mas não legítima. Contudo agora essa injustiça está finalmente prestes a ser corrigida: em reunião digital convocada pela ministra da Cultura Monika Grütters, decidiu-se, na noite desta quinta-feira (29/04) que a devolução dos Bronzes à Nigéria começará em 2022.

“Nós assumimos a responsabilidade histórica e moral de trazer à luz o passado colonialista da Alemanha e processá-lo”, declarou Grütters após o encontro de que participaram museólogos e responsáveis políticos. “O destino do Bronzes de Benim é uma pedra de toque para isso.”

Em 29 de junho, a Fundação do Patrimônio Prussiano ainda apresentará a resolução formal sobre a questão, mas o ministro do Interior alemão, Heiko Maas, comentou: “O fato de se ter conseguido estabelecer um cronograma para as restituições dos objetos, junto com os museus e seus patrocinadores, é uma virada de página em nossa abordagem da história colonial.” *DW

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.