Fóssil de 360 bilhões de anos pode mudar o entendimento da evolução animal

Uma pesquisa publicada no periódico Nature Ecology & Evolution pode mudar o entendimento sobre a evolução dos animais terrestres.

O estudo de um microfóssil, realizado pela Universidade de Sheffield, no Reino Unido, e pelo Boston College, nos Estados Unidos, pode ter encontrado pistas capazes de nos ajudar a entender melhor a teoria da evolução.

O fóssil de Hongyu chowi, encontrado em uma pedreira na China, em 2002, mostra que mais espécies se envolveram na saída do mar para a terra do que se acreditava anteriormente.

O fóssil de cerca de 360 milhões de anos mostra um peixe fino de 1,5 metro de comprimento, com características que tornam difícil classificá-lo. Ele compartilha várias características com um grupo de peixes predadores chamado rhizodontida, o qual acredita-se ter se dividido do grupo de tetrápodes antes de evoluírem para animais com membr

Por outro lado, o Hongyu chowi também compartilha características com outro grupo extinto de peixes com lombos, o elpistostegalia – semelhanças com os tetrápodes iniciais, que o H. chowi compartilha.

Para os pesquisadores isso pode provar ou que o animal encontrado evoluiu dos rhizodontes, ou que esse grupo pode ter um parentesco mais próximo aos outros. Ambas as possibilidades são relevantes, já que provam uma proximidade maior dessas espécies do que se acreditava anteriormente.

“Em ambos os casos, o resultado geral revela um aumento substancial na homoplasia no grupo do tetrápode. Também sugere que a diversidade ecológica e a proximidade biogeográfica do grupo tem sido subestimada”, afirma a equipe no estudo. *Informações de Science Alert.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.