Colômbia declara diplomata cubano persona non grata

O Ministério das Relações Exteriores da Colômbia expulsou o primeiro secretário da embaixada cubana em Bogotá, Omar Rafael García Lazo, declarado persona non grata.

O governo de Iván Duque indicou que tomou essa decisão depois de verificar “que estava desenvolvendo atividades no país incompatíveis com o disposto na Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas”, segundo um tweet do Itamaraty na sexta-feira.

De acordo com o jornal El Tiempo, há 4 meses o Governo da Colômbia avalia a medida em torno de García Lazo. Na verdade, a decisão deveria ser tomada em dezembro, quando dois funcionários da embaixada russa foram expulsos por espionagem, mas foi adiada.

O governo cubano respondeu à decisão com um protesto, segundo Eugenio Martínez Enríquez, diretor-geral para América Latina e Caribe do Ministério de Relações Exteriores (MINREX) de Cuba, no tweet.

Categorias:Américas, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.