Tribunal da ONU mantém condenação do ex-chefe militar sérvio da Bósnia Ratko Mladic por crimes de guerra

Os juízes de crimes de guerra confirmaram na terça-feira a condenação de genocídio do ex-chefe militar sérvio da Bósnia Ratko Mladic sobre o massacre de Srebrenica em 1995, o pior ato de derramamento de sangue na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

O tribunal da ONU em Haia rejeitou o recurso de Mladic contra sua sentença de prisão perpétua em 2017 por genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade durante a guerra da Bósnia de 1992-5.

Apelidado de “Açougueiro da Bósnia”, o outrora corpulento general que agora está no final dos anos 70 sentou-se impassível e ouviu o julgamento através de fones de ouvido enquanto era lido pela juíza presidente Prisca Nyambe.

“A câmara de apelações confirmou a sentença de prisão perpétua imposta a Mladic pela câmara de julgamento”, disse o tribunal de Haia em um comunicado.

O veredicto de cinco juízes do Mecanismo Residual Internacional para Tribunais Criminais da ONU – que trata de casos do agora encerrado tribunal de crimes de guerra da Iugoslávia  – é final e não pode ser apelado mais. *Informações France24

Categorias:Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.