Senado dos EUA aprova lei para competir com a China

O Senado norte-americano aprovou o projeto de lei que pede por um enorme aumento orçamentário para a indústria dos EUA para fazer face a China, especialmente em áreas intimamente ligadas com a economia e segurança.

O senado aprovou a Lei de Competição e Inovação dos EUA na terça-feira com 68 votos a favor e 32 contra.

A lei dá ênfase ao fortalecimento de tecnologias avançadas que possam influenciar na segurança nacional a fim de conter a China. Essas tecnologias incluem semicondutores, inteligência artificial e redes de comunicação de próxima geração.

O governo vai proporcionar 250 bilhões de dólares nos próximos cinco anos para pesquisa e desenvolvimento e criação de cadeias de fornecimento.

A lei também pede por maior cooperação com países aliados dos Estados Unidos que possuem capacidades técnicas de alto nível, inclusive o Japão, na área de segurança econômica.

Ao mesmo tempo que a lei se concentra em impulsionar a indústria norte-americana, também propõe um “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de 2022 em Pequim. Ela proíbe o uso de verbas federais para o envio de autoridades governamentais aos Jogos.

Os atletas e executivos dos comitês olímpico e paralímpico são isentados do plano, permitindo que uma delegação norte-americana possa ser enviada para a China.

O presidente norte-americano Joe Biden expressou apoio à lei. Ela será debatida na Câmara dos Representantes dos EUA, onde deve ser aprovada. *NHK

Categorias:Américas, Economia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.